Projeto Pedagógico do Curso

O bacharel em Sistemas de Informação a ser formado pelo IF Farroupilha deverá: 

  • Possuir uma sólida formação em Ciência da Computação, Matemática e Administração visando o desenvolvimento e a gestão de soluções baseadas em tecnologia da informação para os processos de negócio das organizações de forma que elas atinjam efetivamente seus objetivos estratégicos de negócio;  
  • Ser capaz de determinar os requisitos e desenvolver os sistemas de informação das organizações, assegurando que elas tenham as informações e os sistemas de que necessitam para prover suporte às suas operações; 
  •  Ser capaz de inovar, planejar e gerenciar a infraestrutura de tecnologia da informação em organizações, bem como desenvolver e evoluir sistemas de informação para uso em processos organizacionais, departamentais e/ou individuais;
  •  Escolher e configurar tecnologias, sistemas e programas para a solução de problemas que envolvam a coleta, processamento e disseminação de informações;
  • Entender o contexto, envolvendo as implicações organizacionais e sociais no qual as soluções de sistemas de informação são desenvolvidas e implantadas; 
  •  Interpretar os modelos e as áreas de negócios, atuando como agentes de mudança no contexto organizacional; 
  •  Desenvolver um pensamento sistêmico que o permita analisar e entender os problemas organizacionais.

Considerando a formação técnica, o profissional formado pelo IF Farroupilha deverá, ao final do curso, ter desenvolvido competências/habilidades específicas do profissional de Sistemas de Informação, tais como:

  • Selecionar, configurar e gerenciar tecnologias da Informação nas organizações;  Atuar nas organizações públicas e privadas utilizando as modernas tecnologias da informação, a fim de atingir os objetivos organizacionais; 
  • Identificar oportunidades de mudanças e projetar soluções usando tecnologias da informação nas organizações; 
  • Comparar soluções alternativas para demandas organizacionais, incluindo a análise de risco e integração das soluções propostas; 
  • Gerenciar, manter e garantir a segurança dos sistemas de informação e da infraestrutura de Tecnologia da Informação de uma organização; 
  • Modelar e implementar soluções de Tecnologia de Informação em variados domínios de aplicação; 
  •  Gerenciar equipes de trabalho no desenvolvimento e evolução de sistemas de informação;
  • Compreender e aplicar novos processos de negócio; 
  •  Representar os modelos mentais dos indivíduos e do coletivo na análise de requisitos de um sistema de informação;

Os componentes curriculares do curso de Bacharelado em Sistemas de Informação são estruturados visando articular o desenvolvimento do egresso do curso com a união de áreas específicas do conhecimento com disciplinas de aspecto complementar para a formação de relacionamento interpessoal, comunicação, interpretação e análise crítica.

As estratégias metodológicas a serem desenvolvidas são as seguintes:

  • Grupos de estudo que permitam o trabalho coletivo e colaborativo entre os acadêmicos do curso de bacharelado em Sistemas de Informação com enfoque na prática vivenciada no mundo do trabalho;
  • Estudo e análise de materiais didáticos relacionados desenvolvimento e uso de tecnologia de informação, tais como projetos de ensino, projetos de extensão, oficinas, livros didáticos e outros materiais instrucionais; 
  • Participação em eventos da área de formação específica e geral, para aperfeiçoamento e acompanhamento dos assuntos emergentes ligados à Sistemas de Informação.

A Avaliação da Aprendizagem nos cursos do Instituto Federal Farroupilha segue o disposto no Regulamento da Avaliação do Rendimento Escolar, aprovado pela resolução n° 04/2010, de 22 de fevereiro de 2010. De acordo com o regulamento e com base na Lei 9394/96, a avaliação deverá ser contínua e cumulativa, assumindo, de forma integrada, no processo de ensino-aprendizagem, as funções diagnóstica, formativa e somativa, com preponderância dos aspectos qualitativos sobre os quantitativos. A verificação do rendimento escolar é feita de forma diversificada e sob um olhar reflexivo dos envolvidos no processo, podendo acontecer através de provas escritas e/ou orais, trabalhos de pesquisa, seminários, exercícios, aulas práticas, autoavaliações e outros, a fim de atender às peculiaridades do conhecimento envolvido nos componentes curriculares e às condições individuais e singulares do (a) aluno (a), oportunizando a expressão de concepções e representações construídas ao longo de suas experiências escolares e de vida. Em cada componente curricular, o professor deve oportunizar, no mínimo, dois instrumentos avaliativos. A recuperação da aprendizagem deverá ser realizada de forma contínua no decorrer do período letivo, visando que o (a) aluno (a) atinja as competências e habilidades previstas no currículo, conforme normatiza a Lei nº 9394/96. Os resultados da avaliação do aproveitamento são expressos em notas. As notas deverão ser expressas com uma casa após a vírgula sem arredondamento. A nota mínima para aprovação é 7,0. Caso o estudante não atinja média 7,0, terá direito ao exame final. A nota para aprovação após exame é 5,0, considerando o peso 6,0 para a nota obtida antes do exame e peso 4,0 para a nota da prova do exame.

Baixar Arquivo
SIGAA | Diretoria de Tecnologia da Informação - (55) 3218 9800 | Copyright © 2006-2022 - UFRN - jboss-sig-02.iffarroupilha.edu.br.inst2